MEI: Entenda mais sobre o Microempreendedor Individual

 

Cada vez mais os pequenos empresários estão se enquadrando na categoria considerando as vantagens e os benefícios que ela oferece.

Legalizar o próprio negócio, contratar um funcionário, pagar poucos impostos e receber benefícios como salário-maternidade e auxílio doença são só alguns dos motivos que têm feito as pessoas procurarem informações sobre o MEI.

Na verdade, o próprio amparo legal e a possibilidade de garantias ao empreendedor e aos clientes, como a emissão de notas fiscais, por exemplo, facilitam muito a vida de quem busca a inclusão nessa modalidade.

Quer saber mais sobre ela e se vale a pena abrir MEI?

Então não perca as dicas e aproveite as informações!

1 – O que é MEI?

MEI é a sigla para Microempreendedor Individual, uma categoria que abriga a pessoa jurídica que trabalha por conta própria, que possui um pequeno empreendimento, muitas vezes em casa, que tem um faturamento mais baixo e que trabalha geralmente sozinha.

A modalidade surgiu com a Lei Complementar número 128/2008, que criou a figura do MEI, alterando a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa.

O objetivo foi atender a essa parcela da população, garantindo o seu amparo legal, além de aumentar o número de empreendedores no país, o que é bastante interessante do ponto de vista da economia brasileira.

Esse ano a tendência é que mais pessoas se cadastrem e façam parte da categoria.
Isso deve acontecer devido ao crescente número de pequenos empreendimentos graças ao avanço da internet, uma vez que ela permite ocupações que antes não existiam.

Outro motivo é a crise econômica que o Brasil vem enfrentando nos últimos anos, que aumentou o desemprego e fez com que grande parte da população buscasse estratégias novas de trabalho, bem diferentes das tradicionais.

Talvez seja por isso que grandes empreendedores enxergam a crise muito mais como uma oportunidade do que como algo ruim.

Mas isso é tema para outro artigo.

Vamos falar mais sobre o MEI nas próximas linhas!

2 – Quais as regras para o MEI?

Você vai conhecer agora todas as regras para quem quer abrir MEI.

Algumas, porém, passaram por alterações em 2018.

Confira!

1 – O MEI precisa ter faturamento anual limitado a R$ 81.000,00. Antes era de R$ 60.000,00
2 – Não pode ser sócio, administrador ou titular em nenhuma outra empresa
3 – pode contratar no máximo um empregado
4 – Deve exercer uma das atividades econômicas previstas no Anexo III da Resolução do Comitê Gestor do Simples Nacional número 94/2011.

O site Contabilizei disponibiliza todas as atividades permitidas ao MEI. Acesse para conferir se a sua consta na relação.

Esse ano saíram da lista as atividades de arquivista de documentos, contador, técnico contábil e personal trainer.

De acordo com o Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN), elas demandam atividade intelectual e são regulamentadas, estando, portanto, fora de uma das regras estipuladas para o Microempreendedor Individual.

Para Wellington Mota, da consultoria contábil Confirp, isso foi apenas uma adequação, pois “nenhuma profissão regulamentada é permitida ao MEI, porque o MEI é empresário”, comenta ele em entrevista dada à Gazeta do Povo.

Todas as outras foram mantidas e algumas acrescentadas, como: apicultores, cerqueiros, locadores de bicicleta, locadores de material e equipamento esportivo, locadores de motocicleta, locadores de videogame, viveiristas, prestadores de serviços de colheita, prestadores de serviços de poda, prestadores de serviços de preparação de terreno e prestadores de serviços de semeadura e de roçagem, destocamento, lavração, gradagem e sulcamento.

3 – Quais as obrigações do MEI?

O MEI é enquadrado no Simples Nacional e é a categoria que menos paga impostos.
Ele fica isento do IRPJ, do PIS, do Cofins, do IPI e do CSLL.

Na verdade, o MEI paga apenas uma taxa mensal que equivale à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS.

São R$ 45,00 para comércio ou indústria, R$ 49,00 para prestação de serviços e R$50,00 para comércio e serviços.

4 – O MEI tem direito a quais benefícios?

Os benefícios, que dependem de um período de contribuição para serem recebidos, geralmente entre 12 e 24 meses, são:

1 – Aposentadoria por idade
2 – Auxílio doença e aposentadoria por invalidez
3 – Salário-maternidade
O dependente também fica assegurado com auxílio reclusão e pensão por morte.

Para mais informações sobre os benefícios, acesse o Portal do Empreendedor, conhecido como Portal MEI, e clique em Dúvidas Frequentes.

Aproveite para legalizar a sua empresa e usufruir de todas as vantagens dessa modalidade.

Agora que você já sabe tudo sobre o Microempreendedor Individual, o que acha de abrir MEI? Nos da FazTudo.Online, podemos ajuda-lo a emitir o MEI 100% gratuito (Permitido SOMENTE para parceiros da plataforma, seja qual for o plano), clique aqui e agende a sua emissão.

Fonte: Portal MEI

10 dicas de manutenção predial

 

Todo edifício necessita de um plano de manutenção preventiva contra possíveis danos e complicações, confira as 10 dicas de manutenção predial aqui.

É importante saber o momento exato de realizar a manutenção predial, o recomendado é verificar o período dentro do plano de manutenção preventiva ou realizar os reparos nos meses em que menos se usará as áreas em comum, veja agora as 10 dicas para manter o condomínio sem danos e complicações.

 

Dicas de manutenção

 

Para-raios

Este equipamento merece atenção, verifique se o para-raios esteja instalado adequadamente. Caso o SPDA apresente problemas, chame um engenheiro elétrico para realizar os reparos, isso garantirá a segurança da parte estrutural do prédio.

 

Instalações de gás

Verifique os cilindros, sistemas e instalações de gás, a manutenção periódica pode evitar o risco de possíveis vazamentos e explosões. Se o sistema apresentar danos chame a vistoria do Corpo de Bombeiros.

 

Sistemas de segurança

Cada condomínio possui um sistema de segurança diferente, é importante verificar se as câmeras estão funcionando e se o equipamento interno está regulado. Nunca se sabe quando irá precisar de uma filmagem, preste atenção neste detalhe.

 

Cercas elétricas

Alguns prédios ainda utilizam estas cercas elétricas, é necessário verificar se em cada metragem há uma placa indicando a cerca eletrificada, faça a manutenção predial também nesta área.

 

Hidrantes e extintores

Esses equipamentos necessitam de manutenção periódica, a cada ano é necessário verificar se estão carregados e dentro da validade. Veja se a mangueira do hidrante não está furada ou com danificações, seja consciente e examine os extintores.

 

Limpeza da piscina

O ideal é realizar esta manutenção sempre nos meses de inverno, pois os condôminos irão utilizar bem menos. Veja as bombas e sistemas de tubulação, analise o ph da água e demais necessidades, deixe a piscina para uso no verão.

 

Seguros e prazos

Analise corretamente os prazos exatos de vencimento do seguro, não deixe que o condomínio fique sem este serviço, as apólices deverão estar todas em dia. Esta é uma despesa que merece atenção.

 

Manutenção de elevadores

Outra manutenção predial realmente importante é dos elevadores, faça verificações periódicas neste equipamento, chame a empresa que realiza os reparos e veja também a casa de máquinas.

 

Infiltrações e reparos

Não é porque os condôminos não veem as partes internas do prédio que elas não necessitam de reparos, cada infiltração deve ser levada a sério. Faça a manutenção preventiva e caso descubra algum vazamento, realize o reparo imediatamente.

 

Jardins e áreas comuns

Manter o prédio com a aparência bem cuidada é sempre importante, as áreas em comum devem estar limpas e organizadas, faça a manutenção dos jardins e cuide para os vasos não conservarem águas paradas, além de agradar aos olhos, estará cuidando da saúde de todos.

 

Gostou deste conteúdo e quer ficar por dentro de outras dicas de manutenções e serviços? Então, não deixe de assinar a nossa newsletter!

Como trocar um reator de lampadas fluorescente

Imagine que você esta na frente de uma lampadas fluorescente. Aparentemente, ela esta queimada.

O primeiro passo e verificar se a lâmpada esta realmente queimada, se mesmo assim não acender, o problema será um pouco além, poderá ser o reator.

O reator é quem a função de adequar a corrente elétrica para um melhor desempenho, e também define a durabilidade da lâmpada fluorescente.

O reator é um composto por uma caixa onde estão os circuitos modulares, e por fios elétricos que saem da caixinha.

Estes fios serão ligados nos interruptores e nas lâmpadas.

No reator, vem uma etiqueta, com as especificações para realizar a instalação de forma correta. E extremamente consultar as instruções para saber onde conectar os fios corretamente.

Existem alguns tipos de reatores, os para uma, duas ou varias lâmpadas.

Para escolher o reator adequado leve o antigo para a loja, onde poderão lhe fornecer o mesmo, ou algum semelhante. Ou procure se enformar sobre seu reator e assim peça um ao vendedor.

Como fazer a troca:

– Desligue a fonte, pelo disjuntor ou pelo quadro de força.
– Desmonte a lâmpada. Dependendo do modelo da luminária, poderá estar ao lado, em cima no forro ou teto.
– Desconecte a lâmpada do soquete, e a guarde, pois esta lâmpada poderá não estar queimada.
– Acesse o reator.
– Corte os fios que ligam o soquete no reator, e os fios que estão conectados com a energia do local.
– Agora iremos ligar o reator, como havia já dito, ah uma etiqueta ao lado do reator, com as especificações de como instalar.
– Em par de fios que variam entre as cores brancas, vermelhas e azuis, deverão ser ligado um de cada lado do soquete da lâmpada.
– Depois desses 7 passos, iremos conectar os fios que iram receber a alimentação de energia. Procure se enformar qual o tipo de energia do local, 220v ou 110v. se for 220v utilize os fios marrom e preto. Se for 110v utilize os pretos e brancos. (poderão ser variadas de acordo as marcas).
– Conecte a lâmpada e ligue o disjuntor, teste se esta tudo funcionando, antes de montar novamente.
– Se estiver tudo “ok”, desligue novamente a energia, assim termine a montagem. E religue o reator.

Dicas

– Existem alguns modelos de reatores. Tenha certeza que na hora de sua compra, você tenha adquirido o modelo correto. Tire uma foto ou o mais adequado é levar o reator.
– Um reator dependendo do modelo serve para varias lâmpadas. Olhe sempre a orientação corretamente, que esta no corpo do reator. É importante fazer a consulta a etiqueta pois dependendo do reator,

– você devera fazer a ligação dos fios de diferentes cores, ou em alguns casos, algumas lâmpadas devem ser conectados todos os fios da mesma cor.
– Se a luminária tiver mais de uma lâmpada, pode conter mais de um reator.
– A etiqueta contém a letrinha pequena, aconselhamos que você tire uma foto para melhor visualização.

Tenha sempre o contato de um eletricista competente e de confiança, que pode ser facilmente encontrado pela FazTudo.Online. Assim, você garante que tanto a instalação quanto a troca de lampadas sejam bem-sucedidas

Gostou deste conteúdo e quer ficar por dentro de outras dicas de manutenções e serviços? Então, não deixe de assinar a nossa newsletter!

 

Fonte: Portal do Eletricista

Uma nova marca que traduz quem somos

Mudamos nossa identidade visual para acompanhar nossa evolução e expressar nossa personalidade, unindo seriedade, compromisso e inovação.

A nossa marca representa oportunidades, estimula ideias, com as mais particularidades das várias frentes onde a Faz Tudo atua. Somos completos e queremos que nossa marca represente o nosso desejo de surpreender e inovar sempre!

 

Nossa responsabilidade, sua tranquilidade!

A Faz Tudo tem o orgulho de comunicar a todos os clientes que possui o seguro completo para qualquer tipo de serviço realizado em sua empresa e/ou residência.

Quer saber como isso beneficia você?

O seguro de responsabilidade civil pode cobrir os seguintes tipos de reclamação:

  • Um indivíduo sofre um ferimento na cabeça, porque durante a prestação de serviço de pintura o balde de tinta caiu da escada diretamente sobre sua cabeça. Amparamos os danos físicos e materiais que este terceiro venha a sofrer.

  • Durante a carga e descarga dos materiais de sua empresa uma das peças é arremessada em um veiculo de terceiro que transita pela via. O seguro de responsabilidade civil cobrirá os danos físicos e materiais reclamados pela vitima do sinistro.

  • Seus clientes ou funcionários sofrem contaminação devido à ingestão de um alimento contaminado servido durante o “workshop”. Todas as despesas e tratamentos estarão amparados no seguro de responsabilidade civil.

Viu? Contratar uma empresa que possui seguro é muito mais tranquilidade para o contratante. Você fica isento de qualquer responsabilidade mesmo dentro de sua empresa e/ou residência!

Seguradora Tokio Marine: Apólice do Seguro 510 0000101057

 

Nova Parceria Faz Tudo x Luzitar Mudanças

Mais uma parceria de muito sucesso entre a Faz Tudo e a Luzitar!

Conheça um pouco sobre a Luzitar!

De Minas para o Brasil e agora para o mundo

A história da Luzitar Mudanças nasceu do sonho de se criar uma transportadora de mudanças inovadora. Com dois caminhões Mercedes Benz e oito funcionários, a organização iniciou as atividades realizando transportes para todo o Brasil. Mineradoras e construtoras de grande porte – que na época iniciavam seus trabalhos em regiões pouco habitadas como Pará, Manaus e Maranhão – puderam contar com os serviços da Luzitar, que transportavam mudanças por caminhos muitas vezes desafiadores.

Desde que entrou no mercado, a Luzitar Mudanças investe em evolução e faz dela a chave que norteia seus negócios. A partir do alinhamento entre experiência pelos muitos anos de mercado e o espírito de inovação, a administração da Luzitar conta com um plano consistente de desenvolvimento investindo seriamente em pessoas, recursos sustentáveis e inovações tecnológicas. Tudo isso a fim de atender de maneira satisfatória à clientela adquirida ao longo das quatro décadas de atuação e, ao mesmo tempo, conservando a imagem e a postura de uma empresa de mudanças sólida e confiável.

Missão

Atuar no mercado de transporte de mudança e guarda-móveis com excelência e elevado padrão de atendimento, desde o primeiro contato até a execução final do serviço, proporcionando a nossos clientes tranquilidade e satisfação, e aos nossos colaboradores um prazeroso ambiente de trabalho.

Visão

Ser reconhecida como conceito de qualidade e referência em transportes e armazenagem de mudanças em Belo Horizonte e Minas Gerais.

Valores

  • Confiança em Deus;
  • Valor e respeito aos colaboradores, fornecedores e clientes;
  • Honestidade;
  • Compromisso;
  • Foco na qualidade e resultados grandiosos;
  • Espírito de equipe e alegria.

A Faz Tudo indica! Conheça mais em http://luzitarmudancas.com.br/

A manutenção das instalações elétricas é fundamental para evitar grandes prejuízos!

Sempre que possível se existe desconfiança de mau funcionamento sobre algum fio, tomada, extensão, etc. deve-se tomar logo as providencias necessárias para o conserto.

Porque o perigo de choque, queima de aparelhos ou fogo pode acontecer a qualquer instante.

Vamos conhecer os lugares aonde isto pode acontecer mais frequentemente:

Quais os principais problemas em instalações elétricas?

– Sobrecargas, que ocorrem sobretudo pela utilização de muitos aparelhos ligados na mesma tomada (como benjamins ou tês), pelo uso de aparelhos de potência muito elevada em redes elétricas que não estavam preparadas para isto e por improvisações (gambiarras ou gatos) executadas por pessoal não qualificado.
Com o tempo, as sobrecargas podem gerar graves acidentes pessoais e, não raro, ocasionar incêndios.

– Falta de manutenção, já que as instalações elétricas residenciais também precisam de um check-up a cada 10 anos pelo menos.

– Extensão solta pelo piso, uma causa freqüente de acidentes, que deve ser eliminada e em seu lugar executada uma instalação definitiva.

– Improvisações e gambiarras , materiais e produtos de qualidade duvidosa, falta de profissionalismo, principalmente na contratação do famoso “faz-tudo”.

– Ausência de dispositivos de proteção, como DR e aterramento.

– Dimensionamento insuficiente dos cabos.

Os fusíveis & os disjuntores

Fusíveis se queimam para proteger a instalação elétrica de algum problema, descubra , resolva e coloque um com a mesma capacidade.

Os disjuntores têm a mesma função dos fusíveis, são feitos para proteger e desarmam quando necessário.

Se desarmam com muita frequência ou as tomadas e os fios estão ficando quentes, chame um eletricista de sua confiança.

* Nada de arames, papel de alumínio, etc., substituindo os fusíveis, certamente o prejuízo vai ser maior que o preço de um fusível ou disjuntor !

 

Cuidados com & no Chuveiro

Não mude a chave liga/desliga e verão/inverno com o chuveiro ligado. Dá choque ( feche a torneira antes ) e pode ser fatal.

· Instale o fio terra corretamente, de acordo com a orientação do fabricante, é a segurança da sua família.

· A fiação deve ser adequada (as bitolas “grossura do fio” recomendadas pelo fabricante, tem de ser seguidas), bem instalada e com boas conexões.

Fios derretidos, pequenos choques e cheiro de queimado indicam problemas que precisam ser corrigidos imediatamente.

· Nunca diminua o tamanho de resistências nem reaproveite resistências queimadas.

Terceirizar serviços qualificados reduz custos nas empresas

Terceirizar serviços é cada vez mais utilizado pelas empresas, e para que essa forma de contratação de serviços tenha êxito faz-se necessário o entendimento deste procedimento Terceirizar serviços é um procedimento no qual outra organização é contratada para desenvolver serviços específicos para a empresa contratante. Ou melhor, uma empresa procura uma outra empresa que possa trabalhar por ela, em uma área do negócio de forma mais eficiente, obtendo mais tempo para focar outros aspectos da gestão empresarial. A expressão em inglês outsorcing é traduzida para o português como terceirização.

O objetivo é tornar a empresa mais rentável, porque com a contratação de outra empresa externa especializada há a grande vantagem para a empresa contratante de colocar mais recursos humanos e tecnologia ao seu dispor.

Terceirizar serviços de Manutenção sob medida, reduz o custo da empresa consideravelmente, uma vez que a empresa não precisa de equipe própria. Todo o trabalho é realizado pela equipe da Faz Tudo BH.

Entre em contato para mais informações.

 

Sistema de Informação Gerencial – SIG

Sistema_Sig_Faz_Tudo

 

A Faz Tudo BH é a única empresa que possui um sistema especialmente criado para você. Em nosso Sistema SIG o cliente com plano mensal pode realizar suas solicitações de serviço, acompanhar o andamento e receber de maneira simples e rápida através do e-mail ou do próprio sistema todas as informações relativas aos serviços, projetos e financeiro.

É mais segurança e comodidade para você! Solicite seu orçamento e conheça as diversas vantagens da Faz Tudo BH!

Padronização de Passeios

Passeios_Prefeitura

 

Três exemplos na Rua Abel Araújo, no São Bento: um já no padrão (à esq.) e dois irregulares

Canteiros floridos, caminhos de pedras e enormes coqueiros enchem os olhos das visitas na entrada das casas, mas podem significar prejuízo para os proprietários das residências. Desde o início do ano, a prefeitura emitiu 5 800 notificações para que donos de imóveis ajustem sua calçada de acordo com a portaria de 2013 que determina as dimensões, o tipo de material que deve ser utilizado (ladrilho hidráulico), o tamanho dos canteiros e a forma de acesso dos veículos. Todos os endereços novos e os antigos que estejam passando por reformas precisam seguir o padrão. E algumas exigências — como a instalação da faixa de piso tátil, com textura diferenciada para orientar deficientes visuais — devem ser postas em prática em todos os imóveis.

“A notificação chega pelos Correios, e a pessoa leva um susto”, reclama Fernando Santana, do Movimento das Associações de Moradores de Belo Horizonte (MAM-BH). Foi o que aconteceu com o comerciante Cláudio Manoel Frade, morador da Rua Abel Araújo, no bairro São Bento. A prefeitura lhe deu um prazo de trinta dias para ajustar a calçada de pedra com entradas para três portões de garagem. “Gastei 15 000 reais.” A multa mínima para quem não cumprir a notificação é de 504,88 reais.

Presidente da Associação de Moradores do São Bento, Nelson Timponi considera a norma um exagero. “Vai faltar pedreiro na cidade.” Segundo a gerente de Acompanhamento da Fiscalização do Espaço Urbano, Imaculada Queiroga, o objetivo da padronização é garantir segurança aos pedestres. Desde janeiro, foram feitas mais de 11 900 vistorias — uma média de quase sessenta por dia. A cartilha com orientações para a adequação das calçadas está disponível em PDF para download aqui.

Fonte: Veja BH