Saiba como limpar uma caixa d’água

Primeiro veja se a caixa está tampada! Caixas d’água sujas, sem tampa ou com tampas quebradas podem criar microrganismos nocivos à saúde e acabar com a qualidade da água tratada que vem da rua.

A limpeza de caixa d´água é indicada de seis em seis meses. Quando você for fazer, um dia antes da limpeza comece os preparativos: feche o registro de entrada ou amarre a boia da caixa, diminua a quantidade de água nela e evite desperdício.

Comece a limpeza: tire a tampa e feche a saída com um tampão ou pano, tomando o cuidado de reservar um palmo de água na caixa. Lave as paredes e o fundo da caixa com pano úmido, uma esponja ou escova de nylon. Retire a água da lavagem e a sujeira com uma pá de plástico, balde e panos. Seque o fundo com panos limpos. Ainda com a saída de água da caixa fechada, deixe entrar um palmo de água e adicione dois litros de água sanitária. Deixe a mistura descansar por duas horas enquanto usa essa água para molhar as paredes da caixa até o fim do intervalo de duas horas. Para jogar esta água nas paredes da caixa d´água você pode usar uma brocha ou uma caneca de plástico.

Passado esse tempo, ainda com a bóia amarrada ou o registro fechado, abra a saída da caixa para esvaziar. Abra também as torneiras para a água sair. Você pode evitar o desperdício: guarde essa água em galões para lavar pisos e calçadas. Lave a tampa da caixa com água corrente e coloque-a no lugar. Abra o registro e encha a caixa para usar.

Em tempos de falta de água, as pessoas estão adiando a limpeza para economizar, o que traz riscos a saúde. A boa notícia é que já estão surgindo novos métodos para limpar a caixa com ela ainda cheia, aspirando a sujeira do fundo do reservatório com um robô.

Gostou deste conteúdo e quer ficar por dentro de outras dicas de manutenções e serviços? Então, não deixe de assinar a nossa newsletter!

 

Fonte: https://100pepinos.com.br/como-limpar-a-caixa-dagua/

Manutenção Hidráulica, quando devo fazer? Dicas Importantes para você.

 

Não há como escapar: todas as instalações residenciais necessitam de manutenções regulares. Com o projeto hidráulico, não seria diferente. Nesse caso, o tempo médio de manutenção hidráulica costuma variar entre 10 e 15 anos. Quanto mais antiga for a instalação hidráulica, maior a chance de ela necessitar de reparos.

 

Tipos de manutenção hidráulica

Para evitar transtornos e gastos maiores, são recomendadas manutenções periódicas anuais — vistoria, pequenos reparos, troca de componentes, correção de vazamentos etc. — a fim de identificar eventuais falhas que possam trazer problemas mais graves no futuro. É dessas manutenções que falaremos a seguir:

 

Manutenção Preventiva

Como o próprio nome indica, a manutenção preventiva é realizada mesmo quando não há danos aparentes no projeto. Ela serve justamente para investigar possíveis falhas no sistema hidráulico e corrigi-las antes de se agravarem.

Segundo as regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), as manutenções preventivas servem para localizar e reparar todo e qualquer problema que não possa ser negligenciado em uma instalação, sob o risco de causar acidentes. Por isso, o ideal é que seja realizada com frequência anual.

 

Manutenção Preditiva

Esse tipo de manutenção vem sendo bastante procurado e está relacionado aos projetos de automação residencial. Trata-se de um compilado de ações que controlam as instalações da residência por meio de ferramentas tecnológicas, a fim de prever prováveis erros no sistema. Assim, assegura-se o rendimento máximo da instalação e o grau mínimo de ocorrência de falhas operacionais.

 

Manutenção Corretiva

O serviço de manutenção corretiva consiste em realizar os consertos ou reparos dos componentes que já se desgastaram pela ação do tempo. Esse tipo de manutenção também poderá ser necessário caso ocorra algum imprevisto que possa ter comprometido algum componente do sistema hidráulico.

 

Tenha sempre o contato de um bombeiro competente e de confiança, que pode ser facilmente encontrado pela FazTudo.Online. Assim, você garante que tanto a instalação quanto a manutenção do sistema hidráulico sejam bem-sucedidas.

Pronto! Agora sim você sabe o que precisa fazer para uma instalação e manutenção hidráulica residencial segura e de qualidade. E o melhor: sem prejuízos, estresse ou atraso na obra.

Gostou deste conteúdo e quer ficar por dentro de outras dicas de manutenção e prestação de serviços? Então, não deixe de assinar a nossa newsletter!

 

Fonte – https://www.triider.com.br

A manutenção das instalações elétricas é fundamental para evitar grandes prejuízos!

Sempre que possível se existe desconfiança de mau funcionamento sobre algum fio, tomada, extensão, etc. deve-se tomar logo as providencias necessárias para o conserto.

Porque o perigo de choque, queima de aparelhos ou fogo pode acontecer a qualquer instante.

Vamos conhecer os lugares aonde isto pode acontecer mais frequentemente:

Quais os principais problemas em instalações elétricas?

– Sobrecargas, que ocorrem sobretudo pela utilização de muitos aparelhos ligados na mesma tomada (como benjamins ou tês), pelo uso de aparelhos de potência muito elevada em redes elétricas que não estavam preparadas para isto e por improvisações (gambiarras ou gatos) executadas por pessoal não qualificado.
Com o tempo, as sobrecargas podem gerar graves acidentes pessoais e, não raro, ocasionar incêndios.

– Falta de manutenção, já que as instalações elétricas residenciais também precisam de um check-up a cada 10 anos pelo menos.

– Extensão solta pelo piso, uma causa freqüente de acidentes, que deve ser eliminada e em seu lugar executada uma instalação definitiva.

– Improvisações e gambiarras , materiais e produtos de qualidade duvidosa, falta de profissionalismo, principalmente na contratação do famoso “faz-tudo”.

– Ausência de dispositivos de proteção, como DR e aterramento.

– Dimensionamento insuficiente dos cabos.

Os fusíveis & os disjuntores

Fusíveis se queimam para proteger a instalação elétrica de algum problema, descubra , resolva e coloque um com a mesma capacidade.

Os disjuntores têm a mesma função dos fusíveis, são feitos para proteger e desarmam quando necessário.

Se desarmam com muita frequência ou as tomadas e os fios estão ficando quentes, chame um eletricista de sua confiança.

* Nada de arames, papel de alumínio, etc., substituindo os fusíveis, certamente o prejuízo vai ser maior que o preço de um fusível ou disjuntor !

 

Cuidados com & no Chuveiro

Não mude a chave liga/desliga e verão/inverno com o chuveiro ligado. Dá choque ( feche a torneira antes ) e pode ser fatal.

· Instale o fio terra corretamente, de acordo com a orientação do fabricante, é a segurança da sua família.

· A fiação deve ser adequada (as bitolas “grossura do fio” recomendadas pelo fabricante, tem de ser seguidas), bem instalada e com boas conexões.

Fios derretidos, pequenos choques e cheiro de queimado indicam problemas que precisam ser corrigidos imediatamente.

· Nunca diminua o tamanho de resistências nem reaproveite resistências queimadas.